JAVA



O curso visa à MELHOR qualificação do aluno para atuar como desenvolvedor de sistemas em Java para Web, o Especializando no mais robusto banco de dados do mundo: o Oracle. Fundindo Java com Oracle em várias camadas do curso, além de ter atualizado seus frameworks e ter incluído Struts 2, Hibernate 4, JSF com Primefaces, MongoDB, Spring e Android, adicionamos a aprendizagem da UML com Java, acrescentando o desenvolvimento de PROJETO FINAL com o Aluno. Os projetos são executados e implantados nos servidores Tomcat e JBoss.

Últimas do Blog

Algumas aulas serão publicadas como exemplo.

Critografando senhas com MD5.

Projeto criado para exemplificar a criptografia de senhas de Usuários usando o algoritmo MD5 e chave para aumentar a segurança.

Leia Mais

Enviando Email pelo Java através do Gmail

Projeto para enviar um email utilizando o Java através do Gmail.

Leia Mais

Gravação e Leitura de Arquivo XML

Projeto para gravação e leitura de arquivos gerados em XML, com validação de Classe, utilizando JDBC e banco MySql.

Leia Mais

Cálculo de Média

Abra o PDF

Relacionamento

Abra o PDF

Data/Calendar

Abra o PDF

Herança 2

Abra o PDF

JDBC Busca

Abra o PDF

List / HashCode

Abra o PDF

Agregação Cálculo

Abra o PDF

Mapa

Abra o PDF

Polimorfismo Interface

Abra o PDF

Polimorfismo Classe Abstrata

Abra o PDF

JUnit Validação

Abra o PDF

Cálculo Produto

Abra o PDF

JOption Formata

Abra o PDF

Gravação e Leitura de Arquivo em TXT

Um exemplo de leitura e escrita de arquivo utilizando um conceito denominado generics e utilizando também o conceito de interface. O Generics é usado para criar uma classe genérica com o objetivo de passar um parâmetro que representa a classe que irá herda a classe genérica. A classe genérica tem a seguinte configuração e o paramento T entre "< >" representa a subclasse.

Leia Mais

Classe Enum

A classe enum funciona como uma enumeração de constantes. Essas constantes podem ter valores associados e funcionam com um vetor, ou seja, cada constante é uma posição do vetor. Uma característica da classe enum é ter o construtor privado. Na declaração da classe enum não é criado espaço de memória, logo ela funciona com uma classe static. A classe static já tem espaço de memória para funcionar.

Leia Mais

Padrão DAO - Data Access Object

Esse padrão tem por finalidade criar uma camada de acesso ao banco de dados e proporcionando o isolamento da camada de persistência das demais camadas do projeto. Essa camada e composta pela classe DAO e a classe que terá os métodos para o CRUD (Inserir, Deletar, Excluir e Lista) para cada entidade da camada de modelo.

Leia Mais

Padrão MVC - Model, View e Controller

Esse padrão tem a finalidade de dividir o projeto em três camadas:

1- Camada Modelo:
2- Camada View:
3- Camada Control:

Leia Mais

Orientação a Objetos em Java - Tratamento de Erros

O tratamento de erros na linguagem Java é feito pelo uso dos comandos try, catch, finally. E tem outros dois comandos que são: throw e o throws. No Java existe a classe Throwable que é a superclasse de todas as exceções , e tem dois ramos um das Exception ( que são exceções , por exemplo , divisão por zero ) e o outro ramo dos Error ( que são erros que não poderia ocorrer , por exemplo, estouro de memória).

Leia Mais

Orientação a Objetos em Java - Sobrescrita e Sobrecarga de Métodos

A sobrescrita de métodos ocorre quando tem uma subclasse herdado uma classe ou implementado uma interface. Esse método caracteriza-se pela assinatura do método ser igual ao método da Superclasse ou da Interface ou pela anotação @Override (Sobrescrita) acima do método.

Leia Mais

Orientação a Objetos em Java - Equals e Comparable

O método equals é usado em uma classe para criar um critério de igualdade de dois ou mais objetos dessa classe. Esse critério pode ser feito por um atributo ou mais. Esse método é herdado da classe Object. Sem reprogramar esse método o critério de igualdade do Java é feito pela atribuição de um objeto com o outro. Fazendo isso o critério de igualdade é feito pela posição de memória dos objetos.

Leia Mais

Orientação a Objetos em Java - Classe Abstrata

A classe abstrata é definida pelo modificador denominado abstract na assinatura da classe. Ela pode ter atributos, métodos com corpo , métodos sem corpo utilizando o modificador abstract, métodos herdados da classe Object e construtores.

Leia Mais

Orientação a Objetos em Java - Encapsulamento

É um conceito da orientação a objetivo que significa como pode ser feito a entrada e saída de dados de uma classe. Na Linguagem existem duas formas para isso. A primeira seria pelos métodos gets ( Saída de Dados ) e sets ( Entrada de Dados ) e a outra seria pelo construtor cheio ( Entrada de Dados ) e o toString ( Saída de Dados ). E os atributos da classe sendo private.

Leia Mais

Orientação a Objetos em Java - Interface

A Interface tem como objetivo a padronização de métodos para sua aplicação e o comando para representar a interface é o implements. Ela não pode ser instanciada e sim implementada por outra classe, entretanto a classe que a implementa tem que ser concreta. Uma classe pode implementar varias interfaces.

Leia Mais

Orientação a Objetos em Java - Herança

O objetivo da herança no Java é agrupar atributos comuns de varias classes em uma única classe denominada Super-Classe, e as características especificas ficam na Sub-Classe. No Java o comando que representa a herança é chamado extends. E uma Sub-Classe não pode ter mais de uma Super-Classe.

Leia Mais

Orientação a Objetos em Java - Classes

A Orientação a Objetos é uma maneira alternativa de pensar os problemas de sistemas de informação utilizando modelos organizados a partir de conceitos do mundo real. O artefato base é o “objeto” capaz de combinar estrutura e comportamento em uma única “entidade”.

Leia Mais

Polimorfismo

Polimorfismo significa “muitas formas”. Em Orientação a Objetos, o conceito do polimorfismo é aplicado quando utilizamos o vertbo SER entre pelo menos 2 ou mais subclasses, podendo ser feito utilizando-se interfaces ou Classes abstratas.

Leia Mais

Modelagem de dados em Java com UML

O Objetivo deste artigo é fornecer uma introdução à modelagem de Classes em Java utilizando diagramas UML. Neste exemplo iremos abordar o primeiro tipo de relacionamento aprendido em Orientação a Objetos: SER (É-UM) utilizado entre Classes e também entre Interfaces.

Leia Mais

Projeto Spring MVC 4.1.

Projeto com Spring MVC4.1 gravando, listando e excluindo.

Leia Mais

Exportando arquivos para PDF, CSV, XML e Excel com JSF2 e Prime Faces 4.0.

Projeto criado para exportar arquuivos em vários formatos (XML, CSV, PDF, Excel)utilizando JSF2.

Leia Mais

Projeto JSP com JQuery-Ui, Janela Modal e utilização de Interface Genérica

Projeto em JSP com JQuery-Ui com gravação de Cliente em Banco (MySql), Interface Genérica e Servlet, utilizando Janela Modal para o cadastro.

Leia Mais

JSF com JDBC

O JSF é uma especificação JAVA baseada no modelo MVC (Model-View-Control) para aplicações WEB. É assim substituindo o antigo padrão JSP /Servelet. Junto do JSF sugiram vários framework para a camada de View. Nesse exemplo foi utilizado o Primefaces 4.0 e o acesso ao banco de dados é feito com JDBC.

Leia Mais

Mapeamento Muitos para Muitos em Hibernate com JPA

O exemplo abaixo descreve o mapeamento N para M no hibernate. Ao mapear o muitos-para-muitos , o hibernate automaticamente cria um terceira tabela denominada tabela de ligação entre elas. Essa tabela de ligação é composta pela chave primaria dela e uma chave estrangeira referente a cada tabela.

Leia Mais

Mapeamento 1 para N em Hibernate com JPA

O exemplo abaixo descreve o mapeamento 1 (um) para M (muitos) no Hibernate.

Leia Mais

Mapeamento 1 para 1 em Hibernate com JPA

O Hibernate é um framework de mapeamento objeto-relacional. A sua finalidade é a comunicação entre as classes da aplicação e o banco de dados e assim substituindo o JDBC. O Hibernate possui a sua linguagem SQL (Structures Query Language) que é chamada de HQL (Hibernate Query Language).

Leia Mais

Projeto CRUD com JSP (Servlets)

Um exemplo utilizando o padrão DAO e o padrão MVC. Visto que o padrão DAO esta representada na camada de persistência (pacote persitence) e o padrão MVC: A camada model está representada no pacote entity. A camada view está representada nas paginas jsp’s.

Leia Mais

Projeto CRUD com JSP (Scriptlets)

Este artido descreve um projeto JavaWe CRUD criado com JSP e Scriptlets.Um exemplo utilizando o padrão DAO e sem o padrão MVC. Toda a lógica do CRUD (inserir, deletar, excluir e atualizar) foi feita nas paginas jsps, utilizando scriptlet.

Leia Mais

Projeto com JSF, Login, Patern, Filter, CRUD, Deposito, Conta Corrrente usando Oracle

O JSF é uma especificação JAVA baseada no modelo MVC (Model-View-Control) para aplicações WEB. É assim substituindo o antigo padrão JSP /Servelet. Junto do JSF sugiram vários framework para a camada de View. Nesse exemplo foi utilizado o Primefaces 4.0 e o acesso ao banco de dados é feito com Oracle.

Leia Mais

Projeto com JSP, Calculo em classe, JDBC, MySql e Bootstrap

Projeto em JSP de Classe Aluno com cálculo de média e situação Orientado a Objeto, usando o banco MySql e Bootstrap na parte web.

Leia Mais

Projeto com JSF, PrimeFaces 5, WebService Client e Server e Json

Projeto em JSF onde será feito cadastro de cursos utilizando WebService com JDBC.

Leia Mais

Projeto com Struts 2 e Bootstrap

Projeto feito com Struts 2 e Bootstrap com o CRUD completo em tabs.

Leia Mais

CheckBox

Abra o PDF

Tiles

Abra o PDF

Annotation

Abra o PDF

CRUD

Abra o PDF

Modal

Abra o PDF

Select

Abra o PDF

Json / Angular

Abra o PDF

JAX / WSDL

Abra o PDF

Rest / CRUD / PrimeFaces

Abra o PDF

Introdução à Qualidade de Software

Abra o PDF

Introdução ao Processo Teste de Software

Abra o PDF

Estágios do Teste de Software

Abra o PDF

Planos de Teste

Abra o PDF

Automatização de Testes

Abra o PDF

Test JUnit4 / Interface

Abra o PDF

Test JUnit4

Abra o PDF